Antes de uma epidemia zumbi se alastrar ao redor do planeta, os passageiros embarcam em um trem que parte de Seul, a capital da Coreia do Sul, até Busan (que remete ao título original do filme). O filme acompanha a trajetória de e Seok-woo, um gestor financeiro e sua filha, Soo-an. Ambos acabam fazendo amizade com a grávida Jin-hee e seu marido, Sang-hwa, após vários acontecimentos decisivos no decorrer do filme.

Momentos anteriores a partida do trem, o noticiário na TV informa que há rebeliões acontecendo no país, entretanto, o que ninguém sabe é que a causa real da violência são os infectados. Em uma nota oficial, o governo afirma que tais revoltas estão sendo reprimidas, mesmo tudo claramente fica ainda pior. Quando uma mulher mordida por um zumbi embarca no trem e infecta uma comissária, começa a intensidade do filme.

A partir de então vemos cenas frenéticas de pessoas sendo mordidas, hordas de zumbis avançando em direção à população sadia e tensão a todo momento. Elas são bem filmadas e dirigidas. Às vezes você pode notar um deslize aqui ou ali, mas que dificilmente vai prejudicar sua experiência assistindo ao filme. Uma dessas excelentes cenas pode ser vista no trailer oficial e é um dos grandes pontos do filme. Portanto, o que você vai ler abaixo não contém spoilers.

É a parte do trailer em que o maquinista informa haver um acampamento militar na próxima estação de trem. Entretanto, ao chegar lá, não há militares para escoltá-los a um lugar seguro, e depois de uma longa caminhada até a saída da estação, todos os soldados estão infectados. Toda a sequência na estação é excelente. As cenas em câmera lenta são bem colocadas, a trilha sonora te faz ficar mais atento e te prende ao momento, o medo de perder os personagens aumenta, e tudo isso aliado à uma onda gigantesca de zumbis frenéticos.

A fotografia do filme não trás nada inovador nem diferente para a produção. Não conta com grandes planos-sequência que encham os olhos do espectador como temos visto recentemente em outros filmes, mas talvez essa seja a ideia: mostrar a aflição e o medo que é estar em um trem repleto de zumbis querendo te devorar. Às vezes a simplicidade cai bem, e isso não é um ponto negativo.

O filme não quer explicar de onde surgiu o vírus e nem mesmo o que farão para erradicá-lo. Ele não se preocupa com isso. E é um ponto interessante, visto que outras produções como Guerra Mundial Z se preocupa com essas duas questões. Invasão Zumbi simplesmente procura manter o espectador tenso, suando na cadeira, com os olhos na tela utilizando ótimas cenas de ação repletas de zumbis, cenas de drama bem encaixadas e sem alívio cômico desnecessário.

Dito isso, preciso destacar esse último ponto: o alívio cômico, as partes engraçadas em filmes de terror, drama ou suspense que raramente são engraçadas e que poderiam ser retiradas já que não tem nada a acrescentar. Este filme não tem isso. E é um ponto extremamente positivo. Não existem piadinhas ruins, clichês e óbvias durante o decorrer do longa. Tudo o que o diretor e roteirista quiseram mostrar foi a aflição de se viver em um apocalipse zumbi frenético.

Alguns personagens também revelam o pior de um ser humano: o egoísmo. Fazer de tudo para salvar apenas a sua pele e não pensar em outros indivíduos. Mas também há lindos momentos de sacrifício. São trechos emocionantes e que deixam o filme ainda mais intenso.

O final não é muito previsível quando você começa a assistir, visto que você não sabe o que esperar. Mas conforme o fim vai se aproximando, podemos ter uma ideia do pode estar chegando. Particularmente, eu gostei. Foi uma conclusão suficiente para eu não ter me frustado durante o desenvolvimento. Não sinto que foram duas horas perdidas em minha vida.

Invasão Zumbi tem cenas memoráveis e um enredo que funciona, mesmo sem querer explicar o que aconteceu nem como vai acabar. Ele renova o espírito de filmes de zumbi (um tanto escasso e também uniforme), trás um novo ânimo que estávamos precisando, dosando corretamente as sequências incríveis de avalanches zumbis e também os dramas pessoais dos principais personagens. O filme coreano nos faz lembrar que não é apenas a indústria cinematográfica de Hollywood, nos Estados Unidos, que faz filmes de qualidade, o que é ainda melhor. Um destaque ainda para a atuação da jovem Kim Soo-Ahn, que interpreta a Soo-an: excepcional.

O filme vale seu ingresso. Seja com uma galera, sozinho ou acompanhado, Invasão Zumbi (Train to Busan) é um filme incrível e que renova nossas esperanças nas futuras produções sobre o tema. Podemos afirmar também que o longa é um dos melhores filmes de zumbi dos últimos anos. Assista!

Assistiu ao filme? Então deixe sua opinião nos comentários. Para mais análises de filmes, séries, jogos e dispositivos eletrônicos curta o TH1 no Facebook para não perder nenhuma atualização!

Invasão Zumbi
Tensão do início ao fimEnredo que funcionaTrilha sonora intensa
Alguns trechos poderiam ser melhores
7.5Pontuação geral
Enredo8
Fotografia7
Trilha sonora7
Personagens7.5
Efeitos especiais8.5
Maquiagem7