Essa semana a Google anunciou que sua equipe de pesquisa do Google Brain conseguiu um feito incrível (e digno de C.S.I.): aprimorar e aumentar qualidade de fotografias distorcidas de um quadrado com 8×8 pixels.

Como você pode ver na imagem abaixo, as imagens da primeira coluna são os formatos originais em resolução de 64 pixels (8×8). Após o software reconhecer e adaptar a imagem utilizando seus algorítimos, temos as amostras da segunda coluna, com qualidade de 1024 pixels (32×32). As fotos da última coluna são as imagens originais em baixa resolução e assim podemos comparar o quão próximo da realidade pode chegar a rede neural da Google.

O engraçado disso tudo é que, assistindo a filmes e séries de investigação criminal, às vezes nos deparamos com alguns recursos que julgamos ser impossíveis de tão loucos que parecem.

Em uma cena de C.S.I, por exemplo, é utilizado um software para melhorar o rosto distorcido de um criminoso no reflexo do olho de um outro personagem. Claro, o que a Google fez é muito diferente, mas quem sabe um dia não chegamos à esse ponto?

Parece que do mesmo modo que os celulares, televisões e até o Skype pareciam coisas inimagináveis quando a série Star Trek foi lançada, previsões consideradas loucas estão se tornando cada vez mais possíveis com o avanço da ciência e tecnologia.

Deixem suas opiniões nos comentários. Vamos mantê-los informados quanto a qualquer atualização. Até lá, fiquem ligados ao TH1 no Facebook para mais notícias!

 

FONTE

 

VOLTAR AO INÍCIO