Depois de muitos, muitos vazamentos dos novos aparelhos da Samsung, finalmente chegou o evento tão esperado: a Galaxy Unpacked 2017.

Foi uma conferência relativamente tímida, já que praticamente todas as informações sobre os aparelhos já foram reveladas antes mesmo de seu anúncio. Tivemos algumas novidades superficiais como o novo controle do Gear VR, o headset de realidade virtual da Samsung, que permite que o usuário tenha uma maior interação com o ambiente.


A empresa também anunciou a Samsung DeX, é uma área de trabalho bastante simular com Continuum, da Microsoft. Basta você plugar o aparelho na dock e seu smartphone se transforma quase em um PC de bolso com as aplicações que você possui no dispositivo.


Mais uma novidade já previamente vazada foi o novo assistente virtual da Samsung, o Bixby. Após o tremendo fracasso do S Voice, a empresa tenta contornar o problema com novos recursos. O Bixby pode utilizar a camera do aparelho para reconhecer onde o usuário está e fornecer lugares recomendados para visita. Ou reconhecer um objeto e indicar um link de uma loja para que o usuário possa comprar.

O assistente também poderá aprender com a rotina do seu dono e fornecer informações de forma mais prática e intuitiva de acordo com a hora do dia. Algo que todos os assistentes virtuais de hoje já faz, como o Google Now/Assistant, Siri, Cortana e Alexa.

A Samsung espera integrar, em um futuro próximo, o Bixby a dispositivos com Internet das Coisas, fazendo com que a pessoa regule o ar condicionado, as luzes e outros recursos de uma casa inteligente com o pressionar de um botão.


A empresa também anunciou a nova Gear 360. O modelo deste ano possui suporte para gravação em resolução 4K, é mais portátil e prática de levar em viagens, continua com duas lentes grande angulares de 180 graus e pode fazer stramming de video ao vivo para diversas redes sociais. O preço é de 249 euros e começará os modelos serão enviados a partir do meio de abril. É possível que o Gear 360 2017 chegue também ao Brasil, mas por um preço muito salgado, como já é de costume, infelizmente.

Bom, gora vamos falar sobre o principal destaque do dia: o anúncio oficial do Galaxy S8 e S8 Plus.

Justin Denison, Vice Presidente Senior da empresa, subiu ao palco no início da conferência para reforçar a evolução dos celulares, desde os anos 1980 até atualmente, que foi o grande destaque dos materiais de propaganda da Unpacked e também do S8. E então ele começou a falar dos atrativos dos novos dispositivos.

Começando com o Infinity Display, a tela sem bordas dos aparelhos. A curva das laterais do Galaxy S7 Edge e também do falecido Galaxy Note7 se une às laterais e à traseira do dispositivo, resultando em um design simétrico e muito confortavel. Importante salientar que o S8 trás uma nova proporção de tela, deixa de lado o padrão 16:9 e se aproxima do LG G6, que tem proporção de 18:9, trazendo o 18,5:9. Isso faz com que a tela seja mais alta e possua mais conteúdo, o que é ótimo para multitasking.

A tecnologia da tela é Super AMOLED e o S8 é o primeiro smartphone a contar com a tecnologia Mobile HDR Premium. A Samsung fechou parceria com a Amazon para disponibilizar conteúdo de vídeo em HDR para seus smartphones. Assim, séries e shows poderão ser assistidos na plataforma de vídeos da Amazon com maior fidelidade.

O botão home ainda existe e lembra o que a Apple fez com os novos iPhone 7 e 7 Plus: quando pressionado, o dispositivo responde com força tátil, parecendo que é um botão físico, mas na verdade é completamente sensível ao toque. Já o sensor biométrico foi movido estranhamente para a traseira, do lado direito da câmera, uma área nada ergonômica.

A Samsung separou um momento da conferência para falar dos modos de bloqueio dos aparelhos: além do tradicional leitor biométrico e da senha, temos também o leitor de íris que é rápido, mas não muito prático, já que você precisa aproximar o aparelho do rosto e não pode ser utilizado em distâncias relativamente longas e mais comuns. Por outro lado, temos o quarto método: o de reconhecimento facial, que é instantâneo e também nada seguro, já que mesmo com uma foto do dono do aparelho o software pode desbloquear o smartphone.

O software também sofreu mudanças. A nova interface da linha Galaxy trás novos ícones, fontes e padrões, para se aproximar à estética física dos novos smartphones.

Durante a conferência, os executivos da empresa não falaram muito da câmera. Exceto que ela traz uma nova tecnologia dual-pixel, um processador multi-frame. A câmera frontal é de 8 MP com auto-foco.

O aparelho mantém a certificação IP68 do modelo anterior, sendo resistente tanto à água quanto à poeira.

A Samsung também deu ênfase ao processador utilizado em seus novos smartphones: o Snapdragon 831, que agora tem o tamanho de 10 nanômetros. Segundo a Qualcomm, o processador tem uma eficiência de 21% em relação ao modelo anterior, além de um melhor consumo de energia.

Os aparelhos contarão com recarga sem fio e os consumidores poderão adquirir separadamente uma base de carregamento que trará dois modos de se utillizar: um deitado e outro de pé.

Infelizmente o evento acabou com um gostinho de quero mais. A Samsung não inovou em nada, apenas seguiu a tendência lançada pela chinesa Xiaomi, com seu smartphone sem bordas, o Mi Mix. A empresa poderia ter anunciado o S8 com um leitor biométrico ultrassônico frontal, mas a pressa de lançar o aparelho o quanto antes acabou jogando o sensor para trás, o que nem sempre é uma boa solução.

O Galaxy S8 e o S8+ contarão com três cores, prata, preto e dourado, com todas as frontais pretas. Os preços ainda não foram anunciados, mas é provável que os modelos cheguem ao Brasil ainda no mês de abril custando R$ 3.999 e R$ 4.299 para o S8 e S8+, respectivamente.

Deixem suas opiniões nos comentários. Vamos mantê-los informados quanto a qualquer atualização. Até lá, fiquem ligados ao TH1 no Facebook para mais notícias!