2016 ainda não acabou, mas tem se mostrado muito difícil mesmo em seus últimos dias. Apenas um dia após o falecimento de sua filha, Carrie Fisher, e depois de complicações ocasionadas de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), Debbie Reynolds não resistiu e morreu na tarde do dia 28 de dezembro, em Los Angeles.

A atriz atuou ao longo de sua carreira em mais de 60 filmes, sendo, o mais conhecido deles o musical histórico e que marcou a história do cinema: Cantando na Chuva (Singin’ in the Rain, de 1952). Debbie foi reconhecida pelo seu papel desempenhado em causas humanitárias e recebou o Prêmio Humanitário Jean Hersholt, ainda este ano durante a premiação do Oscar.

Na terça-feira, pouco depois do falecimento da filha, a atriz informou em seu perfil no Facebook:

Obrigada a todos que abraçaram os dons e talentos da minha amada e incrível filha. Estou grata por seus pensamentos e orações, que agora a estão guiando para sua próxima parada. Com amor, a mãe de Carrie.

Seu filho, Todd Fisher, disse que “ela foi ficar com Carrie. Na verdade, essas foram as últimas palavras que ela disse naquela manhã“.

Debbie Reynolds foi indicada ao Oscar por seu papel em A Inconquistável Molly, de 1964, e ajudou financeiramente uma ONG que trabalhava com pessoas vítimas de problemas mentais.

Deixem suas opiniões nos comentários. Vamos mantê-los informados quanto a qualquer atualização. Até lá, fiquem ligados ao TH1 no Facebook para mais notícias!

 

VOLTAR AO INÍCIO