Um vídeo postado no YouTube pelo site de notícias TMZ está chocando o público. Nele podemos ver os bastidores do filme “Quatro Vidas de um Cachorro” que mostra claramente um cachorro sendo forçado a entrar na água turbulenta.

Próximo ao fim do vídeo é possível ver que assim que o cão chega à parede, desnorteado, ele afunda e não consegue alcançar a superfície. Então pessoas vão ao seu encontro para resgatá-lo.

Segundo o próprio TMZ, o diretor Lasse Hollström esteve presente em todas as gravações do filme. Hollström disse no Twitter que ele não testemunhou as ações e que “todos nós estávamos empenhados em proporcionar um ambiente amoroso e seguro para todos os animais no filme. Me prometeram que uma investigação completa desta situação está em andamento e que qualquer irregularidade será relatada e punida”.

Universal Pictures junto com a produtora Amblin Partnes tiveram acesso ao vídeo e divulgaram a seguinte nota (em tradução livre):

“Priorizar um ambiente seguro e um tratamento ético aos atores animais foi de extrema importância para todos os envolvidos na produção do filme e vamos analisar as circunstâncias do vídeo.”

Gavin Polone, produtor do filme que também é ativista pelos direitos dos animais, afirmou ao Deadline que ficou horrorizado com as cenas. Ele informou que o cão passa bem e que se estivesse presenciado o momento da gravação ele teria parado a gravação imediatamente.

PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), a maior ONG do mundo em relação ao tratamento de animais, emitiu uma nota oficial com um pedido de boicote a produção.

Quatro Vidas de um Cachorro estreia dia 28 de janeiro no Brasil. O enredo do filme fala sobre um cachorro que morre e reencarna várias vezes, sempre mantendo o sonho de se reencontrar com seu primeiro dono e melhor amigo.

Deixem suas opiniões nos comentários. Vamos mantê-los informados quanto a qualquer atualização. Até lá, fiquem ligados ao TH1 no Facebook para mais notícias!

 

FONTE

 

VOLTAR AO INÍCIO